Sobre Nós

O conteúdo disponível neste website é apresentado por Joel Costa, director da Metal Hammer Portugal. Originalmente iniciada em 2002, a actividade da Nirvana Portugal foi levada a cabo durante os anos seguintes por Joel Costa e Vítor Costa, dois então adolescentes a frequentar o 3º Ciclo do Ensino Básico. A actividade do site era complementada por um fórum onde se discutiam todos os assuntos relacionados com a banda e por uma revista digital periódica disponibilizada no formato PDF. O percurso académico e profissional dos dois fundadores acabaria por ditar o fim da presença online da Nirvana Portugal, que em Setembro de 2020 ganha uma nova vida para celebrar os aniversários de “Nevermind” e “In Utero”, discos dos Nirvana editados em 1991 e 1993, respectivamente.

Sobre o reactivar da Nirvana Portugal, Joel Costa diz: «É frequente na Metal Hammer Portugal assinalarmos aniversários de álbuns que tenham deixado uma marca muito distinta no mundo da música, através da publicação de um artigo ou de uma mera chamada de atenção nas nossas redes sociais. Contudo, atendendo ao facto do lançamento de “Nevermind” e “In Utero” estarem distanciados apenas por três dias, e por serem dois discos sinónimos de revolução musical, entendi que esta era uma celebração que não poderia simplesmente seguir uma abordagem típica, exigindo um esforço adicional. Para além disso, sendo o público da Metal Hammer Portugal maioritariamente devoto ao espectro do heavy metal e esquivo a outras vertentes do rock, senti que criar esta separação era o passo lógico a dar. Quando decidi recuperar este nome há muito adormecido, entendi que esta empreitada só faria sentido se o nome do Vítor, que muito ofereceu à versão original da Nirvana Portugal, estivesse de alguma forma ligado a este regresso, convidando-o desde logo a tecer algumas considerações sobre a influência que os Nirvana tiveram não só na sua vida mas em toda a extensão do panorama musical mundial.»

Vítor Costa comenta: «Os Nirvana espoletaram a minha paixão pela música e representaram a minha entrada no rock. Não no rock que abundava nas rádios no final dos anos 90 (descaracterizado, de bandas de hit único), mas num rock visceral que até então desconhecia. O impacto da música dos Nirvana traduziu-se numa exploração musical em torno de sonoridades semelhantes, inicialmente, mas também mais distintas. Em comum, o facto de em todas elas encontrar, inevitavelmente, os Nirvana. Porque, acima de tudo, Kurt Cobain foi um extraordinário criador de canções que encontraram uma magnífica cama na bateria de Dave Grohl e no baixo de Krist Novoselic. Tanto pelos que lhes prestaram homenagem, cantando as suas canções (de Caetano Veloso a um menos conhecido Chelou), como aos que em palco nos demonstram que o rock visceral ainda anda aí (dos Linda Martini aos IDLES), não restam dúvidas da transversalidade dos Nirvana e do marco que representam na música dos séculos XX e XXI.»

Conteúdo referente à restante discografia e à actividade musical dos Nirvana será adicionado gradualmente, com a informação já existente a ser aprofundada quando oportuno.

Para a criação deste espaço, o autor baseou-se em inúmeras referências, todas elas listadas abaixo. Parte da razão pela qual as referências não são directamente citadas nos artigos prende-se à vontade do autor em querer proporcionar uma leitura fácil, directa e sem distracções que desviem a atenção do leitor da história que aqui queremos contar. Apesar das referências ao consumo de drogas ou ao estado emocional de Kurt Cobain, que têm como finalidade levar o leitor a perceber o contexto em que a banda se encontrava em determinado momento da carreira, o objectivo desta página passa por analisar e dar a conhecer toda a produção criativa de Kurt Cobain e dos Nirvana, e não as circunstâncias em que este morreu.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que todos os anos se suicidem 800 mil pessoas, o que equivale a um suicídio a cada 40 segundos. A OMS refere também que o suicídio é a segunda causa de morte entre os jovens. Se estás em sofrimento e sentes que precisas de falar, podes ligar para a SOS Voz Amiga, através dos números 213 544 545 – 912 802 669 – 963 524 660, diariamente das 16h às 24h. Podes também visitá-los online aqui: http://www.sosvozamiga.org

A página da Nirvana Portugal não está afiliada aos Nirvana nem aos seus representantes legais, sendo que todos os materiais aqui apresentados destinam-se apenas a fins informativos. Todas as traduções têm como objectivo encontrar o melhor sentido possível na língua Portuguesa.

Referências

  • Alternative Press
  • AlternativeNation.net
  • Backlash
  • BBC Radio One
  • Billboard.com
  • Chicago Tribune
  • Classic Albums: Nevermind
  • Classic Rock Albums: Nevermind
  • Come As You Are: The Story Of Nirvana
  • Continuum 33 1/3
  • Eyewitness Nirvana: The Day-By-Day Chronicle
  • Goldmine
  • Guitar World
  • Impact
  • Kerrang!
  • LiveNirvana.com
  • Mais Pesado Do Que O Céu: A Biografia Definitiva De Kurt Cobain
  • Melody Maker
  • Mojo
  • Nevermind It’s An Interview
  • Newsweek
  • NPR
  • Playlouder.com
  • ProSoundWeb.com
  • Q
  • Rolling Stone
  • Sound On Sound
  • The Age
  • The New York Times
  • Verse Chorus Verse: The Recording History Of Nirvana